Mesmo com as profissões se tornando mais fluídas, pesquisas ainda apontam que oferecer um plano de carreira com oportunidades de crescimento, ainda é um dos principais fatores para que o colaborador continue na empresa. 

Os jovens talentos de hoje se impressionam mais com as oportunidades de crescimento do que com benefícios como o vale-alimentação. Quando a chance de crescimento é difusa e os colaboradores não conseguem entender os critérios para crescer, o resultado é a alta rotatividade e o baixo rendimento. 

Então, se a sua empresa quer atrair, reter e motivar seus colaboradores é preciso oferecer um programa estruturado que aponte os caminhos que a pessoa deve percorrer para o seu crescimento.

Confira os 4 pontos que precisam de muita atenção em qualquer plano de carreira. 

  • Valor 

Existe um valor agregado? Como aumento de salário e saltos de hierarquia? Isso motiva e o plano de carreira estratégico deve sempre oferecer aprimoramento constante nessa área, para que não perca força no longo prazo. 

  • Equipe interna 

Antes de abrir novas vagas, é importante e essencial oferecer a oportunidade para quem já faz parte da equipe interna. Recrutamentos internos demonstram que a empresa reconhece e quer valorizar os seus colaboradores. 

  • Reconhecimento 

Um plano de carreira deve estar relacionado a avaliação de desempenho. A melhor opção é a de 360 graus, dessa forma a avaliação tem a percepção do chefe direto, mas também dos pares, colegas, fornecedores e até mesmo dos clientes. 

  • Caminhos 

Qual é o caminho que o seu plano oferece? O W que possibilita o profissional assumir a liderança pontual dos projetos sem que ele seja necessariamente o chefe ou o Y que só dá para crescer se tornando gestor ou especialista? 

 

Se a sua empresa ainda não tem um plano de carreira promissor, então ela está perdendo grandes oportunidades de reter bons colaboradores.